O sertão virou verso, o verso virou sertão

O sertão virou verso, o verso virou sertão: sertão e sertanejos representados e resignificados pela Literatura de cordel é  o título do  livro escrito pelo professor de História Robson Potier.  O autor traça  a a trajetória da literatura de cordel nas primeiras décadas do século XX, como se consolidou e atualizou todo um imaginário acerca do que seriam o sertão e o povo sertanejo.

O objetivo do livro – publicação da  dissertação de mestrado do autor – é ressignificar e atualizar culturalmente aquilo que seriam o sertão e o sertanejo no imaginário não apenas dos próprios sertanejos, mas, também, de habitantes de outros espaços. Também pretende realçar a identidade literária do sertão nordestino.

Para  ler a dissertação em  PDF,  clique AQUI.

2 comments

  • Robson Potier

    Olá.

    Fico feliz m saber que “o sertão virou verso…” talvez seja um texto útil aos leitores desse site. Desde já parabenizo os responsáveis pela iniciativa e me coloco à disposição para queluer contribuição que eu puder prestar!

    • Andréa Motta

      Robson, muito obrigada por vir ao nosso site. O projeto está ainda em seu segundo ano e é importantíssimo para nós esse retorno de pesquisadores e cordelistas. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *